sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Podoposturologia - Palmilhas Posturais. O que é ?

A podoposturologia teve origem na França e é um método de correção de desequilíbrios corporais relacionados com a postura e com disfunções ortopédicas que tenham origem nos pés. Este método de tratamento não invasivo é feito com técnicas manuais e correção com órteses plantares com estímulos mecânicos e proprioceptivos que são relacionados ao sistema nervoso. A técnica trazida para o Brasil em 1997 pelo Dr Afonso Salgado tem sua utilização hoje fundamentada com pesquisas feitas tanto no Brasil como no exterior, mostrando que assim como qualquer técnica se bem indicada trará ótimos resultados.  O funcionamento da técnica se baseia no princípio da correção da origem dos desequilíbrios encontrados no corpo. Será avaliado as entradas sensório motoras que podem perturbam a POSTURA ( Oclusão dentária, Vestíbulo Coclear – labirintos , Óculo- motor e Podal ).
Um dos freqüentes locais de origem são os pés, onde, como um exemplo, quando temos uma alteração no tipo de pisada, isso resultará em uma alteração do funcionamento do tornozelo, como adaptação os joelhos irão se sobrecarregar para compensar a alteração de tornozelo, o quadril e a pelve por sua vez irão se sobrecarregar pela alteração existente no joelho, e assim sucessivamente, até que uma estrutura ou articulação no corpo não conseguirá se adaptar ao estimulo e irá provocar sintomas. Se uma avaliação superficial for realizada iremos verificar somente o local que provoca os sintomas, porém a causa de toda a disfunção está nos pés. Com a podoposturologia a correção será feita desde o inicio das alterações para que as compensações que o organismo realizou se normalizem sozinhas, assim como iniciaram. Essas alterações do funcionamento normal do organismo com conseqüentes adaptações à distancia, são mais comuns do que imaginamos, onde sempre uma avaliação completa deverá ser executada. 
Para auxilio na avaliação podoposturológica temos a baropodometria computadorizada, um equipamento que possui uma plataforma de pressão que através de sensores capta as pressões plantares e também os deslocamentos do corpo no espaço. Esta plataforma nos auxiliará tanto na avaliação para o diagnóstico das alterações plantares, como também nos guiará em relação ao tratamento. A avaliação será feita sempre direcionada aos desequilíbrios do paciente sendo eles estáticos, dinâmicos ou da postura. O equilíbrio, essencial no controle postural, também é avaliado com a plataforma. As correções dos desequilíbrios são feitas através de técnicas manuais e exercícios, e quando necessário, a palmilha com os estímulos podais é indicada. Estes estímulos são feitos com elementos confeccionados em EVA e espuma com densidades e espessuras diferentes, que dependendo de cada caso serão inseridos na palmilha. Esta palmilha então é adaptada ao pé do paciente através do processo de termomoldagem, que favorece o maior contato da palmilha com os pés e facilita assim a captação dos estímulos pelo sistema nervoso. 
A indicação das palmilhas é feita com base nos resultados da avaliação, sendo que cada paciente somente receberá os estímulos para as alterações encontradas, não existindo nenhum protocolo de colocação dos elementos, ou seja, a individualidade do individuo é preservada.

Dr. Luiz Fernando Sola
Podoposturologia / Posturologia / Baropodometria
Tel.  (15) 3212.4700 / 3211.2393

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Diga-me como andas e te direi porque sofres de dores nas costas, nos pés, joelhos e quadris.

É o que determina este moderno exame computadorizado chamado Baropodometria, que mapeia em detalhes a forma de caminhar, algo muito particular de cada indivíduo. Dependendo do tipo de marcha, com a pisada para fora, para dentro ou neutra, as conseqüências aparecem na coluna vertebral. Antes usado apenas em centros de pesquisa de biomecânica e indústrias de calçados, o teste de baropodometria chegou às clínicas de posturas e está ajudando a detectar problemas nos pés e posturais, que se refletem em dores no corpo.O equipamento tem uma plataforma onde você caminha sobre ela. Em sua superfície, sensores registram as diferentes pressões exercidas nos pés com a pessoa parada ou caminhando. Então, os dados coletados são enviados para a análise computadorizada, e mostram, por exemplo, pressões máximas - quanto mais vermelho, maior a força naquela região - e médias; distribuição de peso entre os pés e estabilidade, entre outros exames.
A análise é tão precisa que informa se o indivíduo está adernando, em milímetros. Parece um detalhe sem importância, mas pequenas diferenças ou desequilíbrio na pisada são responsáveis por aquela incômoda dorzinha crônica no pé, joelho, quadril ou coluna, diz o fisioterapeuta Luiz Fernando Sola especialista em Podoposturologia e Posturolgia, que é o estudo dos pés em relação a postura. Na sua opinião, a baropodometria deve ser solicitada para avaliar, por exemplo, o pé plano (não há curvatura, a parte interna do meio do pé faz contato direto com o solo) ou cavo (a curvatura aumentada), diferenças e esporão no calcâneo, inflamação na planta do pé e na canela, tendinites; se uma perna é mais curta do que a outra, artroses e até fraturas por estresse, situação comum em praticantes de atividades física. Principalmente solicitada para crianças e adolescentes que estão em formação e em adultos e idosos  que já apresentam alguma queixa ou não. É indicada antes de iniciar uma atividade física como forma preventiva e  também como importante papel no direcionamento  no ato de confeccionar uma  palmilha postural, que são feitas de acordo com sua real pisada e tipo de pé. Durante a caminhada em percursos com desníveis (subidas ou descidas), o pé deve estar totalmente apoiado no chão, para que se tenha total equilíbrio e sustentação do corpo. Na baropodometria o fisioterapeutas conseguem avaliar as alterações posturais que interferem na mecânica da caminhada e corrida, um esporte que virou febre nas ruas do Brasil .
Para os corredores amadores e profissionais, a baropodometria ajuda muito a melhorar o rendimento. Tem muita gente correndo e se queixando de dores nas costas, nas pernas, no quadril, e acha que a culpa é do tênis, do terreno. Pode até ser, mas, às vezes, o motivo é a forma de pisar; alguma deformidade nos pés, difícil de perceber ao olho nu - comenta Luiz Sola  - Dependendo do caso são realizadas orientações e até mesmo  correções com o uso de palmilhas posturais ou uso de técnicas de manipulações e mobilizações nas áreas que apresentam alguma disfunção.


Dependendo do formato dos pés, aparecem dores, calosidades, joanetes, encurtamento de tendões, por exemplo. Ele lembra ainda que o exame é útil em casos de indivíduos que já sofreram de lesões leves e graves. Estas pessoas com históricos de cirurgias ou traumas, lesões neurológicas, fraturas entre outras  podem sofrer pequenas alterações e adaptações erradas na postura e na maneira de andar, levando num futuro a um desequilíbrio e o aparecimento de deformidades e dores.


Dr. Luiz Fernando Sola
Podoposturologia / Posturologia / Baropodometria
Tel.  (15) 3212.4700 / 3211.2393

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

A Tecnologia aos seus Pés - Programa de computador analisa dores de origem podal

Programa de computador analisa a influência da má pisada  e sua relação com o aparecimento de patologias nos pés, joelhos,  quadril e coluna vertebral.

Você tem uma dor crônica e não sabe a causa ?  Tendinites, fascites plantares, esporão de calcâneo, artroses de tornozelos e joelhos, joanetes,  bursite trocantéricas, fraturas por stress, dores nas costas podem estar relacionada ao seu tipo de pisada.
Então qual o critério que você usa para se prevenir ou tratar de um problema de coluna, joelho, quadril e pé. 

Como saber qual a melhor conduta para curar uma dor crônica ? Como você faz para comprar o seu tênis para uma prática esportiva ou lazer ? É o mais bonito? O mais barato? O mais macio? Você já ouviu falar em Palmilhas Posturais ?
Independente de qual critério anteriormente descrito está na hora de saber qual o seu tipo de pé, pisada e postura. Apesar de serem tão pouco lembrados, os pés são os principais órgãos de sustentação e equilíbrio do nosso corpo. Quando apresentam algum tipo de deformidade ou “pisam” sobre o solo de maneira errada, podem causar problemas posturais que afetam as articulações ocasionando desvios e dores das mais variadas intensidades. Para você identificar como está sua pisada existe um aparelho chamado Baropodometria Computadorizada, que mensura e quantifica os picos de maiores pressões que seu pé exerce sobre o solo e,  determina qual é o tipo de pé, pisada e como  está o  seu equilíbrio corporal e postural.
De acordo com o fisioterapeuta Luiz Fernando Sola especialista em Posturologia e Podoposturologia, especialidade que estuda as alterações dos pés e suas repercussões   sobre o nosso corpo, este exame dá suporte para solucionar vários causas de diversas patologias que ocorrem em nosso corpo por um desequilíbrio podal. Através desta análise que é realizado parado e andando sobre uma plataforma com vários sensores, conseguimos determinar com grande precisão o que acontece quando você pisa errado e o que isto gera de pressão nas estruturas dos pés em relação ao joelho, quadril e coluna, determinando assim qual a região do seu corpo que está sofrendo uma sobrecarga e gerando dor e desvios posturais. Com os resultados obtidos,  sabemos porque determinadas patologias aparecem. Podemos assim intervir precocemente tratando a causa ou prevenindo estes problemas que aparecem desde uma simples bolha até unhas encravadas, ates os desgastes nas articulações e inflamações na planta dos pés. Sola explica que este exame é realizado de preferência junto com uma avaliação postural para determinar qual  atuação preventiva e terapêutica que deverá ser indicada. Quando alterações são identificadas nestes exames,  utilizamos um método de tratamento chamado de  Podoposturologia,  que realiza uma reeducação postural global através do uso de Plamilhas Posturais. 

Estas palmilhas não são as ortopédicas e sim posturais porquê são confeccionadas por fisioterapeutas através do resultado do exame da Baropodometria. Elas são personalizadas e feitas de acordo com o seu tipo de pé, pisada e postura. Sua funções são  distribuir  adequadamente as cargas e pressões exercidas nos pés, devolver um maior equilíbrio muscular e uma melhor estabilidade articular em todos os segmentos do pé joelho, quadril e coluna. Buscando através das Palmilhas Posturais uma melhor performance em atividade físicas, caminhada e corrida.

Luiz Fernando Sola - Fisioterapeuta
 Especialista em Podoposturologia, Posturologia, Palmilhas Posturais e Bariopodometria

                                   www.institutokrion.com.br/palmilhas/baropodometria.html



Onde encontrar: Instituto Krion Unidade  -  Rua Mário Campolim 627 – Bairro Campolim Tel. (15 ) 3212.4700 ou (15) 3211.2393

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Qual a importância de ser ter uma boa pisada

A postura correta começa pelos pés.
Todo ser humano tem um centro gravitacional de equilíbrio e estabilidade, sendo os pés a base de toda sustentação e alinhamento. Desde que começamos a andar, nossos pés sofrem alterações, visando o melhor equilíbrio, regulando e coordenando a postura estática e dinâmica e alinhando nossa estrutura esquelética por meio de tendões, articulações e músculos, que passam pelo tornozelo, joelhos, quadris e coluna vertebral.
Quando apresentamos um desequilíbrio neste pé toda a  pisada fica comprometida e surgem uma série de compensações e desvios, que podem gerar  dores, enrijecimentos, contraturas musculares, limitações dos movimentos e o aparecimento de várias patologias.
Como sabemos se estamos pisando errado?
Hoje existe um exame chamado de Baropodometria ou “Teste da Pisada” que analisa como  você anda, qual o tipo de pé e pisada você tem e como está sua postura em relação  aos seus pés. Este exame é indicado na fase adulta ou  partir dos 5 anos de idade. Nesta fase temos que estar atento a pisada dos nossos filhos.
Outras dicas são:
Quedas frequentes, pezinho chatos ou totalmente planos “sem a curva dos pés”, joelhos em X ou valgo “joelhos voltados para dentro”.  Dificuldade de arrumar e se adaptar a calçados, entorses frequentes do tornozelo, inflamação e dores frequentes, bolhas, calosidades, rachaduras, unha encravada, joanete, deformações nos pés  e joelhos devem ser considerados como marcas de expressão e isto quer dizer que algo está errado com seu pé e pisada.
O que causa essa pisada errada?
Existem vários fatores que podem afetar a pisada errada. Idade, fatores genéticos e hereditários como frouxidão ligamentar “pezinho mole” ou pé rígido “pé cavo”.
Luxação ou subluxação no quadril sofrida durante o parto pode comprometer todo o desenvolvimento da pisada se não for acompanhadas e corrigidas. Perna curta,  doenças neurológicas, diabéticas , vasculares, reumatologias e degenerativas como artrose,  afetam e deformam as estruturas ligamentares, musculares e óssea dos pés alterando a pisada. Uso de calçados inadequados.
Dor é um sintoma que algo está errado com seu pé.  Fatores externos como fratura, cirurgias, obesidade, uso de andador pela criança e  forçar a criança a andar precocemente são prejudiciais e causam alteração na pisada.
Como melhorar essa pisada ?
A melhor pisada é quando apresentamos um equilíbrio postural global, quer dizer uma harmonia entre o pé, joelho, quadril e coluna vertebral. Hoje temos técnicas e métodos posturais para corrigir, prevenir e equilibrar estas alterações que possam aparecer. Hoje existe cirurgias para correção caso haja alguma alteração importante na pisada. Uma Avaliação Médica para determinar se há uma patologia comprometendo seu pé e uma Avalição Postural são de grande importância. Métodos como RPG, Pilates, Palmilhas Posturais, Órteses, Osteopatia, Musculação, alongamentos, exercícios de reabilitação, fortalecimento e propriocepção  são de grande valia.
Quais os cuidados para o dia a dia ?
Primeiro, qualquer aparição nestes sinais e sintomas citados acima você deve  procurar um especialista para identificar a causa. Se o pé for o causador principal,  devemos tratar o pé,  sua pisada e consequências. Quanto mais precoce você descobrir melhor. Escolher o calçado ideal de acordo com sua idade,  profissão e atividade física são importantíssimos e isto pode ser conseguido realizando o teste da pisada chamado de  Baropodometria. Procure e opte pelo sapato mais flexível. Ficar atento a calos, bolhas e manchas avermelhadas pode ajudar você a entender se está usando um sapato adequado ou não. Se perceber que o sapato está deixando o pé marcado, pode ser um sinal de que precisa mudar de calçado. Às vezes, aumentar ou melhorar a amarração já pode ser suficiente. Na hora de escolher um sapato para caminhar ou correr, é fundamental perceber se ele tem amortecedor. Andar descalço é bom porque preserva a saúde dos pés e mantém os músculos ativos, as articulações móveis e as juntas saudáveis.

Dr. Luiz Fernando Sola
Fisioterapeuta Especialista em Podoposturologia, Posturologia, Palmilhas Posturais, Baropodometria.

www.institutokrion.com.br

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Pisar errado causa desvio no corpo e gera dor



Todo ser humano tem um centro gravitacional de equilíbrio e estabilidade, sendo os pés a base de toda sustentação e alinhamento. Desde que começamos a andar, nossos pés sofrem alterações visando adquirir um... melhor equilíbrio e alinhamento postural. Tendões, articulações e músculos que passam pelo tornozelo, joelho, quadril e coluna vertebral podem sofrer modificações. Se algo acontecer nos pés, como traumas, fraturas, cirurgias, doenças genéticas ou posturais, poderá ocorrer no corpo, uma série de compensações e desvios que geram dores, enrijecimentos, contraturas musculares, limitações dos movimentos e o aparecimento de patologias ortopédicas. Se você tem um problema crônico de dor ou desvios, preste mais atenção nos seus pés.
 

Como saber se estamos pisando errado

Hoje existe um exame chamado de Baropodometria ou “Teste da Pisada” que analisa como  você anda, qual o tipo de pé e pisada você tem e como está sua postura em relação  aos seus pés. Este exame é indicado na fase adulta ou  partir dos 5 anos de idade. Nesta fase temos que estar atento a pisada dos nossos filhos.




Outras dicas são:
Quedas frequentes, pezinho chatos ou totalmente planos “sem a curva dos pés”, joelhos em X ou valgo “joelhos voltados para dentro”.  Dificuldade de arrumar e se adaptar a calçados, entorses frequentes do tornozelo, inflamação e dores frequentes, bolhas, calosidades, rachaduras, unha encravada, joanete, deformações nos pés  e joelhos devem ser considerados como marcas de expressão e isto quer dizer que algo está errado com seu pé e pisada.

O que causa essa pisada errada?
Existem vários fatores que podem afetar a pisada errada. Idade, fatores genéticos e hereditários como frouxidão ligamentar “pezinho mole” ou pé rígido “pé cavo”. Luxação ou subluxação no quadril sofrida durante o parto pode comprometer todo o desenvolvimento da pisada se não for acompanhadas e corrigidas. Perna curta,  doenças neurológicas, diabéticas , vasculares, reumatologias e degenerativas como artrose,  afetam e deformam as estruturas ligamentares, musculares e óssea dos pés alterando a pisada. Uso de calçados inadequados. Dor é um sintoma que algo está errado com seu pé.  Fatores externos como fratura, cirurgias, obesidade, uso de andador pela criança e  forçar a criança a andar precocemente são prejudiciais e causam alteração na pisada.
Como melhorar essa pisada ?
A melhor pisada é quando apresentamos um equilíbrio postural global, quer dizer uma harmonia entre o pé, joelho, quadril e coluna vertebral. Hoje temos técnicas e métodos posturais para corrigir, prevenir e equilibrar estas alterações que possam aparecer. Hoje existe cirurgias para correção caso haja alguma alteração importante na pisada. Uma Avaliação Médica para determinar se há uma patologia comprometendo seu pé e uma Avalição Postural são de grande importância. Métodos como RPG, Pilates, Palmilhas Posturais, Órteses, Osteopatia, Musculação, alongamentos, exercícios de reabilitação, fortalecimento e propriocepção  são de grande valia.
Quais os cuidados para o dia a dia ?
Primeiro, qualquer aparição nestes sinais e sintomas citados acima você deve  procurar um especialista para identificar a causa. Se o pé for o causador principal,  devemos tratar o pé,  sua pisada e consequências. Quanto mais precoce você descobrir melhor. Escolher o calçado ideal de acordo com sua idade,  profissão e atividade física são importantíssimos e isto pode ser conseguido realizando o teste da pisada chamado de  Baropodometria. Procure e opte pelo sapato mais flexível. Ficar atento a calos, bolhas e manchas avermelhadas pode ajudar você a entender se está usando um sapato adequado ou não. Se perceber que o sapato está deixando o pé marcado, pode ser um sinal de que precisa mudar de calçado. Às vezes, aumentar ou melhorar a amarração já pode ser suficiente. Na hora de escolher um sapato para caminhar ou correr, é fundamental perceber se ele tem amortecedor. Andar descalço é bom porque preserva a saúde dos pés e mantém os músculos ativos, as articulações móveis e as juntas saudáveis.
Dr. Luiz Fernando Sola
Fisioterapeuta Especialista em Podoposturologia, Posturologia, Palmilhas Posturais, Baropodometria.

PODOPOSTUROLOGIA - Palmilha Postural

                         Reprogramação Postural através do uso de Palmilhas Posturais.
Todo ser humano tem um centro gravitacional de equilíbrio e estabilidade, sendo os pés a base de toda sustentação e alinhamento. Desde que começamos a andar, nossos pés sofrem alterações, visando o melhor equilíbrio, regulando e coordenando a postura estática e dinâmica e alinhando nossa estrutura esquelética por meio de tendões, articulações e músculos, passando pelo tornozelo, perna, joelhos, quadris, região lombar e cervicodorsal. Quando apresentamos desequilíbrio neste sistema postural, surgem dores, enrijecimentos, contraturas musculares, patologias de ordem postural e limitações nos movimentos. Com base nos princípios da neurofisiologia da postura humana surgiu um novo conceito terapêutico: a Podoposturologia, área da fisioterapia que reeduca e realinha a estrutura do corpo através de Palmilhas Posturais.
O tratamento vai consistir em uma avaliação e a confecção de uma palmilha especial para corrigir a postura do paciente. A diferença desta palmilha é que na sua composição são fixados alguns elementos que em contato com os pés fornecem informações ao sistema nervoso e, como resposta, o corpo conduz um reequilíbrio através das reações reflexas dos músculos, corrigindo as assimetrias posturais.

Indicações das Palmilhas Posturais:

- Dores nas plantas dos pés (metatarsalgias);
- Esporões de calcâneo;
- Alterações de arco plantar (pés cavos / pés planos ou chatos);
- Joanetes (hálux valgo);
- Alterações de curvatura da coluna vertebral;
- Lombalgias;
- Cervicalgias;
- Hérnias e protusões discais;
- Distúrbios de ATM (articulação têmporo-mandibular);
- Alterações de joelhos (condromalácia patelar por alteração de carga local);
- Alterações em quadril / ilíaco (disfunções sacro-ilíacas);
- Dores de cabeça (cefaléias occiptais e de tensão);

Maiores informações acesse :

Dr. Luiz Fernandao Sola

Podoposturologia / Baropodometria / Palmilha Postural

                                    http://www.institutokrion.com.br/palmilhas/index.html

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Especialistas afirmam que pisar errado gera desequilíbrio corporal e origina dores em diferentes partes do corpo.

        










Todo ser humano tem um centro gravitacional de equilíbrio e estabilidade, sendo os pés a base de toda sustentação e alinhamento. Desde que começamos a andar, nossos pés sofrem alterações, visando o melhor equilíbrio, regulando e coordenando a postura estática e dinâmica e alinhando nossa estrutura esquelética por meio de tendões, articulações e músculos, passando pelo tornozelo, perna, joelhos, quadris, região lombar e cervico-dorsal. Quando apresentamos desequilíbrio neste sistema postural, surgem dores, enrijecimentos, contraturas musculares, patologias de ordem postural e limitações nos movimentos. Com base nos princípios da neurofisiologia da postura humana surgiu um novo conceito terapêutico: a Podoposturologia, técnica de origem francesa que reeduca e realinha a estrutura do corpo através do uso de Palmilhas Posturais . Estas são confeccionadas após exame computadorizado dos pés chamado “Baropodometria” que analisa corretamente a maneira como você pisa, anda e qual o tipo de pé e postura. A partir deste estudo minuncioso o fisioterapeuta especialista em Podoposturologia identifica e corrige possíveis alteração da pisada usando estímulos podais, que são feitos de elementos confeccionados em EVA e espuma com densidades e espessuras diferentes, que dependendo do caso serão inseridos na palmilha. Estas são adaptada ao pé do paciente através do processo de termomoldagem, que favorece o maior contato da palmilha com os pés e facilita assim a captação dos estímulos pelo sistema nervoso. A técnica corrige vícios posturais decorrentes dos desequilíbrios que comprometem a saúde tanto de atletas quanto de pessoas sedentárias. A novidade pode ajudar quem sofre com alterações posturais (principalmente a escoliose), diferença no tamanho das pernas, dores nas costas, quadril e/ou joelhos. Isso ocorre por conta de um distúrbio nos pés com alteração no tipo de pisada e consequente desequilíbrio postural. É recomendada também quando há dores e/ou alterações locais nos pés, como esporão de calcâneo, fascite plantar, joanete, calosidades, pé chato, neuroma de Morton e tendinite de calcâneo. A boa notícia é que a maioria dos pacientes com problemas posturais não precisa ficar a vida inteira usando a palmilha. "Há problemas que são solucionados entre 45 dias e seis meses, outros em um, dois ou três anos. Em apenas cerca de 30% dos casos, o uso de palmilhas é necessário de forma continuada", fala Luiz Fernando Sola , fisioterapeuta responsável pelo Núcleo de Estudo da Postura do Instituto Krion.



quinta-feira, 25 de abril de 2013

CONHEÇA O TÊNIS SPIRA

                         Sistema de amortecimento WaveSpring reduz as forças de impacto e evita lesões
Adquira seu tênis Spira pela internet.
 Utilize na hora da compra o Código cupom boapostura. Você vai adquirir benefícios e descontos. www.spirabrasil.com.br

quinta-feira, 18 de abril de 2013

A Tecnologia aos seus Pés - Conheça o Tênis Spira que absorve mais de 20 % de impacto.

Combinação perfeita : Tênis Spira e Palmilha Postural
Você que acompanha o nosso blog, agora tem a chance de conhecer e adquirir um tênis inovador, com grande indicação e aceitação para pessoas que sofrem de dores nos pés, joelho, quadril e coluna. Saiba porquê.
Como o Tênis Spira ® pode ajudar.
Não importa o que você veste em seus pés. Há 26 ossos em seu pé, que compõem cerca de 25% de todos os ossos do seu corpo. Existem mais de 100 músculos, tendões que se ligam ao músculo, osso e ligamentos que ligam osso com osso. Para absorver tanto impacto foi desenvolvido uma mola para distribuição de cargas . A tecnologia WaveSpring ® na sola oferece uma notável combinação de conforto, amortecimento e retorno de energia. A cada passo, a tecnologia de amortecimento entressola mecânico ajuda a absorver o choque e stress, e ajuda a reduzir as forças de impacto nestas estruturas.
Adquira seu tênis pela internet.
Em parceria com a empresa Spira Brasil o boaPostura -  www.facebook.com/boapostura , uma fan page que aborda assuntos relacionadas a postura , vai divulgar mais sobre as qualidades deste tênis, mas você já pode estar  adquirindo este tênis somente pela internet,  acessando o site: www.spirabrasil.com.br e usando o código cupom boapostura para adiquirir benefícios e descontos.
Adquire o seu, escolha o modelo que mais lhe atrai, todos os tênis tem a tecnologia wave spring de amortecimento.
Para avaliação de sua pisada e a escolha da palmilha ideal de acordo com seu pé acesse:
http://www.institutokrion.com.br/palmilhas/locaisDeAtendimento.html